R.I.P. HANNIK HONORÉ

annik honoreAnnik Honoré, the inspiration for “Love Will Tear Us Apart”, dies aged 56.

Annick Honoré / Joy Division – “A verdade atinge todo mundo”.

Annik Honoré, a promotora musical belga e jornalista, morreu aos 56 anos. Honoré era mais conhecida pelo seu relacionamento com Ian Curtis, que conheceu em Londres, 1979.

Nascida em 12 de outubro de 1957, na Bélgica, Honoré mudou-se para Londres em 1979, onde se tornou secretária na Embaixada da Bélgica.

Mais tarde nesse ano, Honoré e o jornalista Michel Duval começam a promover shows no Plano K, em Bruxelas. os Joy Division tocaram na noite de abertura do clube no dia 16 de outubro.

Em 1980, Honoré e Duval fundaram a Factory Records, marca Factory Benelux, bem como o selo musical independente belga Les Disques du Crépuscule.

Les Disques du Crépuscule lançaram registos de Michael Nyman, Josef K, Cabaret Voltaire, Gavin Bryars, The Pale Fountains, e a cassete, From Brussels With Love, que incluía contribuições de John Foxx, Thomas Dolby, Bill Nelson, Brian Eno e Durutti Column.

Honoré deixou o mundo da música na década de 1980 e trabalhou para a União Europeia, em Bruxelas.

Falando sobre seu relacionamento com Ian Curtis, em 2010 Honoré disse: “Era uma relação completamente pura e platônica, muito infantil, muito casta … eu não tive uma relação sexual com Ian, ele estava a usar medicação, tornou-se num relacionamento não-físico, estou tão farta que as pessoas questionem a minha palavra ou a sua: as pessoas podem dizer o que quiserem, mas eu sou a única pessoa a ter as suas cartas … Uma das suas cartas diz que o relacionamento com a sua esposa Deborah já tinha terminado antes de nos conhecermos uns aos outros. ”
Ian e Deborah Curtis separaram-se antes de ele cometer suicídio. numa série de entrevistas a proposito do filme, “Control”. falou sobre o relacionamento do casal dizendo “durante o meu casamento eu estava completamente alienada dos meus amigos e da minha família”.

Os dois casaram-se em 1975, quando Deborah tinha 18 anos e Ian 19. Quatro anos mais tarde uma menina Natalie Curtis, nasceu, justamente quando os Joy Division se separaram.

O sucesso não foi bem-vindo, o casal tinha problemas de dinheiro, e a combinação da vida de um artista pop, a epilepsia de Ian, o seu temperamento e as depressões não aliviaram uma união estável.

No mesmo ano, quando a sua filha nasceu Ian começou uma relação com Annik Honoré, uma jovem trabalhadora na Embaixada da Bélgica.

We’re looking to give the world a truthful view of who Ian really was … Given his suicide, there’s so much concentration on the dark side of his life. We want to also concentrate on the energy that made people love Ian and Joy Division in the first place, while putting difficult elements such as his epilepsy into perspective. It will be a balanced approach – this isn’t the rock and roll Shine.”

Honoré morreu a 3 de julho, de 2014, depois de uma doença grave.
Ian Curtis morreu a 18 de maio, de 1980, aos 23 anos.