RICHARD THOMPSON + JOHN PRINE

RT2_2468385bprine7_2471137b

Richard Thompson aos 63 anos, prepara-se para uma turnê no Reino Unido e para o novo álbum Electric.Richard Thompson divide o seu tempo entre casas de Los Angeles e Londres, mas as suas mordentes canções ainda tem uma imaginação muito Inglesa da primavera.

“Eu não sou tão afetado pelo ambiente quando escrevo música” disse. “Há uma paisagem interior que desenho, uma espécie de Brontë interior. É numa desolação que eu sempre vejo as canções acontecer. É um mundo ficcional. Talvez não existe mesmo”. Apesar da desolação emocional de algumas das suas músicas, há uma sagacidade e alegria no som da sua música de alguém que se descreve como “uma pessoa muito positiva, e optimista”.

Londres detém memórias felizes de John Prine, que está voltando ao Reino Unido e há Irlanda na próxima semana para uma turnê por demais rara.

O músico norte-americano assistiu as Olimpíadas de 2012 no seu sofá em Nashville. “O único desporto que eu faço agora é entre osmeus ouvidos”, Prine, ex-ginasta vencedor de uma medalha do ensino médio, diz. “Mas Londres parecia grande durante os Jogos e eu estou ansioso para fazer alguns passeios.”

A primeira viagem de Prine ao Reino Unido foi há suficiente tempo atrás e incluí uma sessão na Rádio Luxemburgo. Ele recorda: “A primeira vez que vim a Inglaterra em 1972 também fizemos um programa na BBC que a editora tinha criado para a imprensa européia no Speakeasy Club “.

Prine não tinha muito tempo deixou o exército (ele esteve na Europa durante a Guerra do Vietname) e tinha desistido do seu trabalho como carteiro para tentar no negócio da música. A sua descoberta em 1971 foi espetacular. Ele foi homenageado por Kris Kristofferson (“Prine escreve músicas tão boas que vai ter que quebrar os seus polegares”), e Bob Dylan.

Dylan disse ao Huffington Post em 2009, que Prine continua a ser um de seus escritores favoritos, dizendo:.. “Prine’s stuff is pure Proustian existentialism. Midwestern mindtrips to the nth degree. And he writes beautiful songs. I remember when Kris Kristofferson first brought him on the scene”.

Anúncios