ARCA – ALEJANDRO GHERSI

ARCA-Mutant 2015Arca (aka Alejandro Ghersi) “Mutant” 20 Nov, 2015, Mute

Even before the release of his debut album ‘Xen’ last year, Arca (aka Alejandro Ghersi) had already been recruited by FKA Twigs, Kanye West and Björk, becoming the main creative foil on the latter’s ‘Vulnicura’. How does a 25-year-old Venezualan producer with no real track record become rapidly embroiled with three of the world’s pre-eminent musical visionaries?

É CARO UM COPO ÁGUA – LOLLAPALOOZA 2015

Quem estiver empolgado para ir ao Lollapalooza 2015, terá que separar uma quantia extra de dinheiro bem alta se quiser consumir bebidas no local, pois um simples copo com água custará absurdos R$ 5, valor 66,6% maior que na edição anterior. Já a cerveja aumentou 11%, e custará R$ 10, enquanto o refrigerante sofreu uma inflação de 50%, e passou de R$ 5 para R$ 7,50.

Os três preços subiram acima da inflação no Brasil. A inflação nos últimos doze meses, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foi de 7,7%.

O Lollapalooza vai contar uma moeda própria, o Lolla Mango. Só com ela o público poderá comprar lanches e bebidas no Chef Stage, em quiosques e em foodtrucks. O Lolla Mango vale R$ 2,50. A cerveja custa 4 mangos, ou R$ 10 (chopp de 400 ml ou Skol Senses de 269 ml), o refri 3 mangos, ou R$ 7,50 (lata) e a água 2 mangos, ou R$ 5 (copo 300 ml). Veja a lista completa de preços de bebidas e alimentos no festival.

Programação

O festival que acontece em 28 e 29 de março no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, tem como principais atrações Jack White, Pharrell Williams, Robert Plant, Calvin Harris, Skrillex, The Smashing Pumpkins, Foster the People e Bastille.

O Lolla Day, ingresso que dá direito a apenas um dia do festival, custa R$ 340 (inteira) e R$ 170 (meia-entrada).

WILLIE NELSON NEGOCIANTE DE MARIJUANA

MACONHAAos 81 anos, Willie Nelson abre cadeia de lojas de canábis e lança marca própria.
Willie Nelson ousou mais uma vez em sua vida conturbada, e desta vez a ideia vai além do que se esperava: o cantor vai lançar uma marca própria de maconha, e pretende ter sua fama como principal arma para alavancar as vendas, que acontecerão em lojas especializadas nos Estados Unidos.

Os produtos da Willie’s Reserve serão dignos dos melhores connoisseurs da cannabis e vendidos em lojas próprias nos estados americanos em que o consumo recreativo da planta é legal, como contou o porta-voz da empresa, Michael Bowman, ao site “The Daily Beast”.

A empresa, administrada pela família do músico, vai oferecer uma linha assinada pelo artista, que incluirá uma edição de luxo da droga, além de bongs e vaporizadores, bem como itens de outros produtores que terão que atender a determinados critérios empresariais e ambientais, como uma preocupação com a pegada de carbono deixada, por exemplo. A firma seguirá um modelo “anti-Walmart”, de acordo com o empresário.

“No fim das contas, ele quer estender [para a marca] sua moral e suas convicções pessoais”, disse Bowman. “Então, desde a loja até como eles [os funcionários] vão trabalhar com os fornecedores e como as coisas vão funcionar, tudo isso vai refletir a vida de Willie”.

Considerado uma lenda do Texas, Willie Nelson é defensor da legalização da maconha há décadas e considera a causa uma de suas “paixões”, segundo Bowman.

Leis que legalizam o uso recreativo da maconha já foram aprovadas em Washington, Alasca, Colorado, Oregon e no Distrito de Columbia. Portanto, o processo de legalização da droga vai afetar o número de lojas que a empresa poderá abrir.

Aos 81 anos de idade, Willie Nelson já foi considerado o 77º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone. Sua discografia possui incríveis 67 álbuns.

Desde 2008 espera-se algum novo trabalho de estúdio, mas nenhum foi lançado até então.